surreal filmes

surreal@terra.com.br

INDIE em Porto Alegre

9/26/12

 

É com muita alegria que informamos que a Surreal Filmes está fazendo a produção local do INDIE em POA. Uma realização da Zeta Filmes promovida aqui pela Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre.

O INDIE acontece nos dias 9 a 14 de outubro na Sala P.F. Gastal da Usina do Gasômetro com uma programação composto de 13 filmes selecionados para esta itinerância. A abertura, no dia 9 de outubro, acontece às 20h com Hotel Mekong, de Apichatpong Weerasethakul, um filme de artista, do diretor considerado uma das vozes mais originais do cinema atual que teve sua estréia no Festival de Cannes de 2012.

A programação segue com o filme do diretor chinês Yiang Liang, premiado no festival de Locarno, Quando a noite cai, cuja polêmica em torno da história de da perseguição de Yang Ja pelo governo chinês fez com que o próprio diretor passasse a ser perseguido e com o filme brasileiro O som ao redor, de Kleber Mendonça Filho, que vem recebendo um importante reconhecimento da crítica por sua original concepção narrativa nos festivais que participa ao redor do mundo. A seleção de filmes conta ainda com: Vestígio, da japonesa Naomi Kawase, que retoma sua história pessoal que parecia já exorcizada em seus primeiros filmes-documentários e que a revelaram para o mundo ocidental; 3.11 Sentir-se em Casa, um antologia de 21 filmes em resposta ao terremoto e tsunami que abalaram o Japão em 2011, num projeto organizado por Kawase; Apenas o vento, do diretor húngaro Benedek Fliegauf, Urso de Prata no Festival de Berlim 2012, retrata a história de uma família cigana em meio a uma onda de assassinatos raciais; e o único documentário da mostra É possível que a beleza tenha fortalecido nossa determinação – Masao Adachi, do premiado diretor francê Philippe Grandrieux, que presta uma homenagem ao revolucionário diretor e roteirista japonês.

Em sua edição de Porto Alegre, o INDIE trará filmes destaques dos diretores que ganharam retrospectivas nesta edição: do russo Aleksey Balabanov, o filme Cargo 200 (2007), que retrata a decadência da União Soviética antes da Perestroika em meio à guerra afegã-soviética no final da década de 80, e Irmão (2000), filme de baixo orçamento que se transformou em uma das maiores bilheterias da indústria cinematográfica russa do período pós-soviético; do norte-americano Charles Burnett, consagrado como um dos percursores do cinema independente dos EUA, serão mostrados seus dois primeiros filmes O matador de ovelhas (1977) e O casamento do meu irmão (1983); e do japonês Kazuyoshi Kumakiri serão exibidos seu filme de estréia Kichiku – Banquete das bestas (1997),  uma obra política e extremamente violenta, que até hoje é uma obra de referência que mescla terror à vanguarda política, e Esboços da Cidade de Kaitan (2010), parte de sua produção mais recente.

 

No Response to “INDIE em Porto Alegre”

Leave a Comment